UMA VIA DE MÃO DUPLA


“Estai em mim, e eu, em vós... porque sem mim nada podereis fazer” Jo 15.4-5

Preste atenção no que Jesus disse: “sem mim nada podereis fazer”. Isso significava que os discípulos não poderiam realizar nada se não permanecessem em Cristo. O que representa esse permanecer nele? Devemos entender que o ramo possui uma relação contínua com a planta, portanto não marca um encontro com ela uma ou duas vezes por semana. Antes, necessita nutrir-se dela a todo instante.

Assim sendo, o permanecer implica em abrir-se à vida que Cristo quer produzir em nós. É focar nele, buscando que ele seja o tudo de nossa existência. Jesus, todavia, destacou aos discípulos que também era necessário ele permanecer neles: “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós” (versículo 7), dando a entender que não se tratava somente de buscá-lo, mas também que se prestasse atenção ao que ele ensinava.

Em outras palavras, toda nossa devoção, nosso louvor e nossas orações, não terão sentido se não tivermos uma vida de obediência a Jesus Cristo. Cumprindo os seus mandamentos, estamos certos de que ele participa de nossas vidas e não somente nós da dele.

(Fonte: Devocionário Cada Dia - Natanael Gonçalves)