LUGAR DE MILAGRES


“São muitas, Senhor, Deus meu, as maravilhas que tens operado [...]. São mais do que se pode contar” Salmo 40.5

Nossa caminhada como família não é amena. Não pisamos só tapetes aveludados. Toda família enfrenta lutas, passa por desertos tórridos, cruza vales escuros e navega por mares revoltos. Quando, porém, a crise se torna medonha e os problemas parecem desafiar nossas forças, Deus entra com sua providência e realiza portentosos milagres. Foi assim na casa de Abraão. Ele tinha seu corpo amortecido e sua mulher ainda era estéril, quando Deus lhes deu o herdeiro Isaque.

Foi assim com Ana, mulher de Elcana que, mesmo tendo a madre cerrada, Deus ouviu seu clamor e lhe deu Samuel, o maior juiz de Israel. Foi assim com Noemi, que depois de enterrar seu marido e seus filhos, viu renascer diante dos seus olhos Obede, neto amado, avô do grande rei Davi e ancestral do Messias. Foi assim com Jairo, que ao chorar a morte de sua filha única, viu Jesus levantando-a da morte.

Foi assim com Marta e Maria, que depois de lamentar por quatro dias a morte de Lázaro, viram Jesus gritando nos ouvidos da morte e trazendo Lázaro de volta à vida. Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Para ele não tem problema insolúvel nem doença incurável. Para ele não tem causa perdida nem família irrecuperável. Ele continua fazendo prodígios onde quer, como quer e para o louvor de sua glória.